Audiência pública traz detalhes do ‘Reviva Centro’

“O Reviva Centro será um marco para Campo Grande”, avalia vereador Junior Longo Por em outubro 5, 2017 1:07 pm , Categorias: Categorias: Categorias: Categorias:

 

Após a audiência pública realizada nesta quarta-feira (4), onde a prefeitura apresentou o Cronograma e o Projeto Reviva Centro, o vereador Junior Longo disse que essa obra emblemática será um marco na história de Campo Grande.

Juntamente com o vereador João Cesar Mattogrosso, o vereador Junior Longo conduziu a audiência pública, onde a coordenadora de Projetos Especiais da Prefeitura, Catiana Sabadin Zamarrenho, apresentou detalhadamente quais as etapas para o início e execução da obra e o que está incluso no projeto.

De acordo com Catiana Sabadin, trata-se de uma operação de US$ 56 milhões de financiamento do BID, com uma contrapartida da Prefeitura de US$ 56 milhões, com taxa de juros de 2.50%, com uma carência de cinco anos e meio e amortização de 25 anos. “Para conseguir viabilizar a estrutura do programa, foi montado um planejamento com recursos do BID e compondo o programa com outras intervenções de projetos que o município já possuía que é o PAC Mobilidade e PAC Pavimentação. Apesar de ser um financiamento, é praticamente subsidiado. A carência do financiamento é de cinco anos e meio, vamos começar a pagar o financiamento após amortização, são condições financeiras favoráveis para o município”, esclareceu.

Conforme explicou Catiana, a Prefeitura vai implantar um projeto piloto de habitação para reverter a perda de população na área central. “Esse projeto piloto pretende construir 400 unidades habitacionais. Vamos requalificar o espaço de mobilidade urbana, reduzindo as pistas de circulação de carros e a velocidade média permitida para que as pessoas possam circular melhor, harmonizando o trânsito de automóveis, pessoas e bicicletas”.

As obras vão ser iniciadas pela Rua 14 de Julho, com tempo estimado de duração de 20 meses. “Além da Rua 14 de julho, vamos trabalhar outras vias, padronizar as lixeiras e pontos de ônibus, recapear as vias e trabalhar um ponto importantíssimo, a acessibilidade”, continuou.

“Temos cinco anos para a execução completa do Projeto Reviva Centro. Estamos fazendo um planejamento interno para que seja implantado nestes cinco anos e impactar o mínimo possível a mobilidade urbana”, finalizou.

Por falar em mobilidade urbana, Junior Longo, que é presidente da Comissão de Transporte e Trânsito, ressaltou a necessidade de melhoria no transporte público, adequações no trânsito para a inclusão de ciclovias e bicicletários, além da construção de estacionamentos que atendam a população. “Fico satisfeito em saber que a mobilidade urbana terá uma atenção especial, pois a revitalização do Centro de Campo Grande será de grande valia tanto para os comerciantes como para a população. Sem contar que será mais um cartão de visitas para os turistas que aqui passarem”, avaliou.

Junior Longo também fez um alerta ao secretário de Obras, Rudi Fioresi, para que a obra seja realizada com o mínimo de transtorno para os comerciantes. “Não podemos ter uma obra como a da Rua Brilhante, que está atrapalhando os comerciantes e ainda trazendo transtornos para os moradores da região. Por isso, secretário Rudi Fioresi, sei que o senhor se empenhará em executar o Projeto Reviva Centro da forma mais ordenada possível a fim de prejudicar o mínimo possível o comércio da região central de nossa Capital”, finalizou o vereador tucano.


Deixe um comentário