Reinaldo assina ordem de serviço e retoma obras do Hospital do Trauma

Por em junho 16, 2016 12:17 pm , Categorias:

Paralisada desde 2012, a obra de conclusão do Hospital do Trauma será retomada pelo Governo do Estado nesta quinta-feira (16) e a previsão é de que ela seja entregue no prazo de 12 meses. O governador, Reinaldo Azambuja, e o secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares, participam da solenidade de assinatura de ordem de serviço que dará a continuidade das obras no prédio anexo à Santa Casa, em Campo Grande. O evento será realizado nessa quinta-feira (16), às 9 horas, no auditório da Governadoria.

No projeto arquitetônico do prédio, que irá abrigar o setor de ortopedia e politraumatismo, estão previstos 130 leitos de enfermaria, 10 leitos de UTI’s (Unidades de Tratamento Intensivo), dois leitos de isolamento, 18 leitos de observação, cinco salas cirúrgicas, salas para Raio X, tomografia, ultrassonografia, além de outros aparelhos de diagnósticos de imagem. A previsão de entrega da obra do prédio é de 12 meses.

São 6.300 metros quadrados de área construída que receberão a partir de agora mais de R$ 8 milhões de investimento, sendo quase R$ 2 milhões de contrapartida do Governo do Estado, quase R$ 5 milhões oriundos do Ministério da Saúde e o restante vindo da prefeitura de Campo Grande. Para maquinários e equipamentos está previsto recurso no valor de R$ 12 milhões também do Governo Federal.

O Hospital do Trauma irá atender a demanda de urgência e emergência de politraumatizados e pacientes com necessidade de atendimento ortopédico da Capital e também do interior.

A previsão é que a nova unidade tenha capacidade para realizar anualmente 10 mil internações, nove mil cirurgias, 500 internações, 10 mil consultas, além de ampliar os serviços de diagnósticos clínicos e de imagens.

Construção

O prédio, que começou a ser construído na década de 1990, inicialmente faria o atendimento ginecológico e de obstetrícia, mas logo o projeto foi modificado, já que era intenso o número de pacientes politraumatizados que chegavam a Santa Casa da Capital. A obra chegou a ser interrompida mais de uma vez, ficando parada definitivamente desde 2012.

Em janeiro deste ano, o então ministro da Saúde, Marcelo Castro, esteve em Campo Grande onde oficializou o processo de licitação para a conclusão da obra. Participaram da assinatura dos termos o governador Reinaldo Azambuja, ministro Marcelo Castro, prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal, e o presidente da Santa Casa, Esacheu Nascimento.

A ação de retomada das obras é um esforço do Governo do Estado pactuado juntamente a prefeitura de Campo Grande, Ministério da Saúde, Ministério Público Federal e Santa Casa de Campo Grande. (Assessoria)