Com oitavo dan, João Rocha é destaque nacional

Desportista, vereador e professor recebeu a condecoração durante o Campeonato Brasileiro de Judô Por em outubro 1, 2018 8:18 pm , Categorias: Categorias: Categorias:

 

 

“É uma emoção verdadeiramente grande. Porém, maior que a emoção é o peso da responsabilidade de ter avançado nessa escada, recebendo essa graduação”. Com essas palavras emocionadas, o vereador, professor e desportista João Batista da Rocha recebeu a graduação de oitavo Dan durante o Campeonato Brasileiro de Judô Sub-13, realizado no final da semana passado no Rádio Clube, em Campo Grande.

 

Inscrito por sua técnica apurada, conhecimento conceitual do esporte e o vitorioso estilo que imprime como professor, Rocha está entre as referências no País, como ficou demonstrado pela expressiva repercussão da homenagem prestada durante a competição, que reuniu 340 atletas, 80 técnicos, 25 árbitros e mais 50 staffs de 26 estados brasileiros. A etapa era classificatória para o Pan e o Sul-Americano da categoria, previstos para novembro, em Guayaquil (Equador).

 

“Estamos construindo um legado, e é isso que nos motiva e emociona: poder deixar uma história de serviço prestado, dando exemplo a essa juventude, para que todos possam acreditar que com dedicação é possível alcançarmos as graduações dentro do judô”, enfatizou. Essas palavras têm reverberação ainda mais ampla na sociedade, porque ele é presidente da Câmara Municipal de Campo Grande e tem nome forte dentro da CBJ (Confederação Brasileira de Judô).

 

DUAS ESCOLHAS

 

Rocha carrega política e esporte no sangue, fazendo com que as duas atividades caminhem lado a lado. Considera a política como uma importante ferramenta de fomento ao desporto. O sensei Roberto Harada, uma das vozes mais respeitadas nos meios sociais e esportivos, testemunhou: “Fico satisfeito com a sua evolução profissional, pois começou a trabalhar comigo. Eu era diretor do Sesi e o levei para estagiar. Fui nomeado presidente da Funesp, ele presidente da subcomissão de judô”.

 

Harada lembrou que Rocha iniciou bem cedo a carreira profissional e hoje é um político respeitado e de grande credibilidade. “Tenho certeza que dentro de pouco tempo ele vai continuar galgando espaços políticos ainda mais altos, assim como alcançou dentro da Confederação Brasileira de Judô”, salientou. Além de fundar, em 1979, a Academia Rocha de Judô, uma das mais tradicionais do Estado, ele presidiu a Federação por dois mandatos, foi diretor técnico e vice-presidente da Confederação Brasileira. Agora, com o 8º Dan, torna-se um dos judocas mais graduados do Brasil.

 

“Este oitavo Dan vem com muito mérito para quem traz muitos e vitoriosos anos de judô”, disse o presidente da Federação, César Paschoal. “Mesmo exercendo outras atividades, nunca se desligou da federação. Sempre o consulto para desenvolver o que fazemos hoje. É muito grande a influência. Depois do meu pai, eu o tenho como grande educador da minha vida. Tudo que eu sei de gestão esportiva aprendi com o professor João Rocha”, afirmou.

 

Outras vozes destacadas do segmento esportivo também ressaltaram a graduação e os méritos do professor. A vice-presidente da Confederação, Seloi Totti, opinou. “Estou bastante honrada em representar a CBJ na entrega deste certificado. Ele vem dando uma contribuição sensacional para o judô brasileiro”. Os principais nomes do judô estadual também prestigiaram a graduação realçando as qualidades do mestre. Marcos Cristaldo, um dos primeiros faixas-pretas formados pelo Clube Rocha, disse que o papel do professor vai muito além dos tatames. “Nós o conhecemos há mais de 40 anos, sempre nos incentivou para o esporte e fora dele”.

 

Igor, filho de João Rocha, viveu emoção singular. Ele segue os passos do pai e é professor de judô. “Sempre foi meu espelho. Na profissão, na carreira de atleta e técnico de judô. Estou feliz e orgulhoso. Meu pai é um gestor reconhecido dentro e fora dos tatames, uma pessoa que incentiva o esporte e a vida saudável”, afirmou.