Em Dourados, TVE Cultura expande era digital

Bosco Martins, presidente da Fertel: “Estamos realizando antigos sonhos” Por em dezembro 7, 2018 6:49 pm , Categorias: Categorias: Categorias:

 

 

Com maciça presença de comunicadores e personagens de vários segmentos sociais, políticos, econômicos e culturais da região, a TVE Cultura iniciou quarta-feira (5) as transmissões pelo sistema digital em Dourados. Na Associação Comercial (Aced), com o auditório lotado, o jornalista Bosco Martins, diretor-presidente da Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul), disse que o papel das emissoras públicas de rádio e TV é dar à população o mais amplo acesso às informações.

 

“Por determinação e compromisso do governador Reinaldo Azambuja, que é o grande operador deste avanço, realizando antigos sonhos. O sinal digital é tecnologia nova, mas antes dele já se sonhava com a expansão da TV Educativa e do acesso à sua programação em todas as regiões do Estado”, salientou. No evento, foi apresentada a nova grade de programação, com mais de 150 horas de produções próprias e atrações regionais, que serão exibidas até abril de 2019.

 

Haverá programas jornalísticos, atrações musicais, filmes, documentários e especiais que retratam a cultura e a sociedade regional, incluído “Guateka”, ficção em cinco episódios que retrata o olhar do grupo guarani-kaiowá Bro’s MCs sobre a realidade que o cerca. Os programas se agrupam ainda na grade da TV Cultura de São Paulo, que desde 2015 é retransmitida na Fertel por meio de parceria.

 

A empresária e presidente da Aced, Elizabeth Salomão, agradeceu a Reinaldo Azambuja “por essa importante conquista para a região de Dourados, que tem muito para ver e contar a Mato Grosso do Sul”. Por sua vez, o tesoureiro da entidade, Domingos Ventorini, acentuou que a emissora pública dá visibilidade e projeção ao Estado. “A TVE Cultura tem muita importância para a sociedade por fornecer uma programação de conteúdo de alto nível, sem se esquecer das crianças, já que as atrações infantis também têm alta qualidade”, assinalou.

 

Um vídeo institucional de 15 minutos detalhou o processo de digitalização, com depoimentos dos secretários Athayde Nery (Cultura e Cidadania), Eduardo Riedel (Governo e Relações Institucionais) e Reinaldo Azambuja. O secretário de Educação de Dourados, Upiran Jorge Gonçalves, representou a prefeita Délia Razuk no evento. Ex-promotor, juiz e jornalista, acompanhou a fundação da TVE e lembrou que no Rio de Janeiro participou de gravações do programa Sítio do Pica-Pau Amarelo, uma das principais audiências da emissora, como ajudante e coreógrafo na elaboração do personagem Visconde de Sabugosa, da célebre série originada da obra de Monteiro Lobato.

 

O governador já autorizou o prosseguimento da instalação de equipamentos de recepção digital pelo interior, para alcançar mais 12 municípios. Também está em andamento a migração para o satélite StarOne C2, usado por grandes emissoras como a TV Globo, levando as transmissões da TVE Cultura para 24 milhões de lares na América do Sul, atingindo um público de 70 milhões de pessoas.