IFMS destina R$ 270 mil para projetos voltados à comunidade

Recursos serão destinados a auxílios financeiros para o desenvolvimento das atividades e ao pagamento de bolsas a estudantes Por em fevereiro 26, 2019 8:29 pm , Categorias: Categorias: Categorias: Categorias:

 

 

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) destinará até R$ 272 mil para a realização de projetos voltados à comunidade entre maio e novembro deste ano. Os recursos serão utilizados como auxílio financeiro para o desenvolvimento das atividades e para o pagamento de bolsas aos estudantes extensionistas.

 

Serão destinados R$ 80 mil para o desenvolvimento dos projetos de extensão, em cota única aos coordenadores, via Programa Institucional de Incentivo ao Ensino, Extensão, Pesquisa e Inovação (Piepi). Cada projeto aprovado poderá receber até R$ 2 mil de auxílio financeiro.

 

Os outros R$ 192 mil são para concessão de bolsas de extensão aos estudantes, de acordo com o Programa de Bolsas e Auxílios para Ações de Extensão (Pibaex). O valor é de R$ 400,00 mensais para estudantes da graduação e de R$ 200,00 por mês para os dos cursos técnicos de nível médio.

 

REGRAS

 

O edital nº 012/2019, que abre o processo seletivo de projetos de extensão com fomento institucional, está publicado na Central de Seleção.

 

Projetos de extensão são atividades de caráter educativo, científico, cultural, político, social ou tecnológico, com objetivo específico e prazo determinado.

 

As propostas devem ter a comunidade externa como público-alvo, e estar inseridas em uma das Áreas Temáticas e em uma das  Linhas de Extensão estabelecidas pela Política de Extensão do IFMS e descritas nos anexos I e II do edital.

 

A submissão deverá ser feita pelo coordenador do projeto – que deve ser servidor efetivo do IFMS – a partir de 28 de fevereiro, por meio do Sistema de Informação e Gestão de Projetos (SigProj). O prazo termina em 22 de março.

 

É necessário realizar um cadastro prévio no Sistema para a obtenção de senha de acesso.

 

No caso do proponente ser servidor técnico-administrativo, a proposta deverá conter, no mínimo, um docente na equipe de execução, para fins de orientação dos estudantes bolsistas e/ou voluntários.

 

SELEÇÃO

 

Será feita em duas etapas. A primeira é uma pré-avaliação, que consiste na verificação do atendimento às condições de habilitação (item 3 do edital).

 

As propostas aprovadas serão homologadas e encaminhadas para a segunda etapa, a avaliação do mérito, que será realizada em conformidade com os critérios da tabela do anexo X.

 

Os resultados preliminar e final devem ser divulgados nos dias 8 e 12 de abril, respectivamente.