Indústria metalmecânica projeta crescimento de 6% em 2020

No Estado, são 921 indústrias do setor, responsáveis por 8.555 empregos com carteira assinada

 

 

Repetindo os últimos três anos, a indústria metalmecânica de Mato Grosso do Sul espera um crescimento de até 6% no valor bruto da produção (VBP) para 2020, que encerrou 2019 em R$ 3 bilhões e, com a projeção, pode chegar a R$ 3,18 bilhões. A estimativa é do presidente do Simemae/MS (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Mato Grosso do Sul), Nilvo Della Senta, que credita esse crescimento constante ao bom desempenho do agronegócio, principal cliente dos produtos do segmento.

 

“Quando a agricultura vai bem, podemos respirar mais tranquilos, porque é quem mais utiliza nossos produtos, que envolvem usinagem, retíficas e peças para manutenção agrícola e industrial”, afirmou o empresário, acrescentando que há no Estado 921 estabelecimentos industriais no segmento da metalmecânica, resultando em 8.555 trabalhadores empregados com carteira assinada. “Pode ser que haja um aumento ainda na contratação de mão de obra neste ano, mas ainda não é possível prever a quantidade”, completou.

 

Ainda conforme o presidente do Simemae/MS, os empresários do segmento estão bastante otimistas com as projeções para 2020. “Estamos vivendo um novo momento no País, com a aprovação da Reforma da Previdência e iniciando as discussões sobre a Reforma Tributária, então acreditamos que o ambiente de negócios no Brasil deve melhorar muito. Com isso, a indústria também sai ganhando e a sociedade também, porque mais produção significa mais emprego e mais renda”, ressaltou.

Compartilhe: