Mês traz alerta sobre Alzheimer, Fibromialgia e Lúpus

fevereiro-roxo-mês-conscientização-diagnóstico-precoce-sintomas-alzheimer-fibromialgia-lúpus-cuidados-paliativos-qualidade-vida-unimed-campo-grande-ms-2020

 

 

O mês de fevereiro é marcado pela campanha Fevereiro Roxo, uma iniciativa que visa conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce e correto de três doenças, que apesar de totalmente distintas, têm em comum o fato de serem patologias que ainda não possuem cura. São elas: Fibromialgia, Lúpus e Alzheimer.

 

A campanha também faz um alerta para que as pessoas procurem um médico especialista assim que surgirem os primeiros sintomas relacionados às doenças, pois quanto mais cedo o diagnóstico, maiores as chances de resposta positiva aos tratamentos, o que garante mais bem-estar e qualidade de vida aos pacientes.

 

Mas, para se obter o diagnóstico correto é preciso estar atento aos sintomas de cada uma das patologias.

 

ALZHEIMER

 

Ocorre devido ao excesso da proteína beta-amiloide no cérebro do portador. A evolução é lenta e os sintomas geralmente aparecem na fase idosa.

 

Os principais problemas causados pela doença são a perda de memória (recente e não recente), dificuldade em manter uma conversa, raciocínios e de acompanhar filmes e novelas.

 

Conforme a doença avança, perde-se a habilidade de perceber o tempo e de manter a própria higiene, comer e se vestir sozinho.

 

Os efeitos do Alzheimer podem ser retardados e prevenidos através de uma vida saudável e sem estresse. Já quando em estágio avançado, o paciente pode receber cuidados paliativos e precisará de alguém que o acompanhe.

 

LÚPUS

 

Uma doença inflamatória autoimune, ou seja, o corpo ataca o seu próprio organismo por engano.

 

A causa ainda é incerta, e os principais sintomas envolvem crises a partir de gatilhos, como exposição ao sol em horários de pico ou por muito tempo, infecções e uso de alguns antibióticos específicos para pressão alta e convulsões, por exemplo.

 

O paciente pode ter ainda cansaço, febre, dores nas articulações, rigidez muscular, hipersensibilidade ao sol, confusão mental, perda de memória e de cabelo, feridas, entre outros.

 

O tratamento do Lúpus pode envolver dieta com algumas restrições que evitam crises, uso de medicamentos sob prescrição médica, além de cuidados paliativos.

 

FIBROMIALGIA

 

Doença reumatológica que afeta, em sua maioria, mulheres. Os sintomas são fortes dores musculares crônicas, além de cansaço constante, alterações do sono, memória e humor.

 

Infelizmente, ainda não se sabe como a doença opera nos pacientes. O mais importante é reagir e tratar desde o início, evitando que haja evolução da doença para um estágio de incapacidade física.

 

Como as doenças não têm cura, manter um estilo de vida mais saudável pode amenizar os sintomas e garantir mais qualidade de vida aos pacientes.

Compartilhe: