MIS recebe Mostra de Arte Digital Urbana

A Mostra segue até o dia 28 de junho, é aberta ao público em geral e a entrada é franca Por em junho 4, 2019 1:08 pm , Categorias: Categorias: Categorias:

 

 

O Museu da Imagem e do Som (MIS-MS) recebe a Mostra de Arte Digital Urbana, com trabalhos dos acadêmicos do curso de Artes Visuais/Bacharelado da UFMS.

 

A Mostra é produzida numa parceria entre o MIS e a Faculdade de Artes e Comunicação (FAALC) da UFMS. O objetivo é proporcionar difusão de conhecimento, fomento ao diálogo artístico e cultural entre o ambiente acadêmico e a comunidade externa de forma geral.

 

A exposição tem a coordenação de Venise Paschoal de Melo (UFMS) e curadoria de Venise Paschoal de Melo e Luciana Fisher. A proposta é pensar a arte como uma forma de colaboração com o desenvolvimento cultural da sociedade, buscando influenciar na formação de um olhar mais crítico e democrático dos indivíduos.

 

A mostra segue até o dia 28 de junho, e traz tipos de arte produzida com recursos tecnológicos: lambes digitais, realidade aumentada, desenho digital, arte generativa, colagem digital e vídeo mapping. As obras são o resultado de um processo de produção e experimentação de objetos artísticos criados a partir das mediações tecnológicas digitais.

 

‘Lambes Urbanos’ são colagens aplicadas sobre prédios, postes e viadutos. Produzidos por meio de plataforma digital, expostos em grandes formatos e montados com páginas fracionadas, visa remeter diretamente ao processo de colagem de peças publicitárias, e se assemelham tanto aos cartazes quanto aos suportes dispostos na rua, os outdoors.

 

‘Realidade Aumentada’ são camadas virtuais sobre uma superfície. A intensão é expandi-la e torna-la híbrida, a partir do aplicativo ARTIVIVE.

 

‘Desenho Digital’: a computação gráfica como suporte dá diversas possibilidades para a produção de desenhos. São extensas relações estabelecidas entre arte, ilustração e design.

 

‘Arte Generativa’ pode ser definida como uma forma de produção artística que se desenvolve mediante a produção de regras estabelecidas pelos artistas, e podem ser executadas de modo computacional com o uso de dados informacionais estabelecendo a formação autônoma do desenho digital.

 

‘Colagem digital’ é forma de expressão bastante utilizada na arte. Trata-se de apropriação de elementos fotográficos em prol de uma narrativa fragmentada e aberta.

 

‘Vídeo Mapping’ é a projeção de animações e vídeo sobre objetos, empenas de prédios, grafites, dobraduras, entre outras possibilidades. É a associação da imagem imaterial, realizada por meio da luz e o objeto material, cujo objetivo é “dar vida” ao espaço, produzindo alterações na percepção do espectador.

 

A Mostra é aberta ao público em geral e a entrada é franca. A visitação é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30, no MIS, que fica no 3º andar do Memorial da Cultura e da Cidadania. Mais informações pelo telefone (67) 3316-9178.