Oficina de teatro vira celeiro de talentos

A segunda temporada das oficinas está com turmas lotadas e cheia de boas descobertas Por em abril 8, 2019 7:29 pm , Categorias: Categorias: Categorias:

 

 

As aulas de teatro realizadas na Plataforma Cultural têm rendido bons frutos, ou melhor, talentos. A segunda temporada das oficinas está com turmas lotadas e cheia de boas descobertas. Adultos e crianças se soltam, trocam técnicas, ganham autoconfiança e esbanjam carisma. Em pouco tempo, inclusive, em virtude do tesouro encontrado em meio às aulas, o coordenador das oficinas, David Cardoso Junior, pretende organizar a apresentação de uma peça.

 

“Você percebe que as turmas são cheias de talentos, artistas natos. Encontrei aqui pessoas brilhantes, comprometidas, que fazem as aulas com amor. Dei aulas em São Paulo, mas não encontrei lá o que eu encontrei aqui. Eles são demais, por isso penso em breve organizar uma peça com eles”, conta David.

 

O pequeno João Vitor Queiroz de Freitas, 10 anos, é um dos exemplos que não mede empenho. Mesmo com a pouca idade ele sabe o que quer. Apesar da distância, às terças João deixa a casa na Vila Nhanhá para ir até a Plataforma Cultural participar das aulas.

 

Fazer cinema, teatro e televisão, bem como tocar piano está em seus planos para o futuro. Além da afinidade com o palco, João demonstra talento para criar e roteirizar as apresentações também. Por conta própria, ele buscou vídeos no YouTube e criou a peça “El pedazo de La torta” e a encenou durante as aulas na Plataforma Cultural.

 

“Eu já fazia teatro antes, mas as aulas acabaram e minha mãe me inscreveu aqui, com o professor David. Eu vi um vídeo na internet, gravei as vozes, uma mais fina para ser a da mulher, e fiz a peça El pedazo de la torta”, adianta o pequeno talentoso.

 

Mas fazer teatro vai além de performance no palco. David afirma que podemos considerar como uma “terapia”, pois em muitas vezes o aluno terá que fazer exercícios para extravasar, expor a ira e todos os sentimentos que o impedem de ser mais leve. Com longos anos de estrada, David Cardoso

 

Junior dá aula até mesmo para advogados que não pensam em encenar, mas ganhar confiança e postura.

 

“O teatro ajuda nisto também. Dou aulas para advogados que não querem deixar a profissão, mas sim melhorar a forma de se expressar. As técnicas beneficiam na hora de se apresentar em uma entrevista de emprego e até mesmo ao falar com um namorado(a), por exemplo”, diz.

 

Cantor, compositor e ator regional, Nuno Baez leva os filhos para as aulas da Plataforma. Conhecedor das artes, ele afirma a importância de inserir uma atividade cultural no dia a dia das crianças e a importância que o teatro tem no desenvolvimento pessoal de cada uma delas.

 

“Vemos nos países mais desenvolvidos que a maior parte das crianças é apresentada a uma linguagem artística. E este ensino constrói o lado humano dela, o caráter. O palco, a ribalta sem o lado humano, se torna vazia. E o Davizinho (David Cardoso) estimula isto nos alunos”, analisa.

 

A segunda temporada de oficina de teatro na Plataforma Cultural deve ser encerrada no final deste ano.