PSDB faz opção por unidade e escolhe Sérgio de Paula

Reinaldo Azambuja e Sérgio de Paula: alicerce sólido para o PSDB de Mato Grosso do Sul Por em abril 30, 2019 7:32 pm , Categorias: Categorias: Categorias:

 

 

No próximo dia quatro de maio, a partir das 8h, na sede do partido em Campo Grande, o Diretório Regional do PSDB homologará o nome de Sérgio de Paula como seu novo presidente. A indicação dele foi a melhor solução consensual a que chegaram as lideranças tucanas para interromper a acirrada disputa que os deputados federais Rose Modesto e Beto Pereira vinham travando pelo comando do partido.

 

Por causa dessa disputa e da resistência dos dois deputados a um entendimento que apontasse um deles com a concordância do outro, o PSDB sul-mato-grossense passou a ser, internamente, um território conflagrado. O nome do governador Reinaldo Azambuja chegou a ser sugerido como saída consensual, mas não há como conciliar responsabilidades simultâneas tão exigentes.

 

No entanto, a solução estava exatamente bem próxima do governador: o secretário especial de Articulação Política do Governo, Sérgio de Paula. Na segunda-feira passada ele foi indicado por unanimidade pelas lideranças e dirigentes mais expressivos da legenda e o ninho tucano voltou a respirar o oxigênio da unidade, fundamental para um partido que em 2020 enfrentará uma de suas mais desafiadoras disputas eleitorais nos 79 municípios.

 

EXPECTATIVAS

 

A indicação acertou em cheio nas expectativas de líderes e militantes que estão comprometidos com a afirmação política e o fortalecimento do PSDB no Estado. Sérgio de Paula é o amigo, colaborador e assessor mais próximo de Azambuja. De toda equipe, é ele quem está a mais tempo acompanhando e atuando na direção política do governador, com quem passou a conviver em 1998. De Andradina (SP), chegou em Dourados em 1980. Formou-se em Ciências Contábeis, foi gerente bancário por 16 anos, chefiou a Secretaria Municipal de Fazenda e ingressou na política.

 

Em 1998, de Paula conheceu Azambuja, que era prefeito de Maracaju, e trabalhou na campanha vitoriosa pela reeleição. Azambuja o convidou para assessorá-lo. Tornou-se então peça-chave na engrenagem vitoriosa da sua trajetória na vida pública. Quando o prefeito maracajuense assumiu a presidência da Associação dos Municípios (Assomaul), de Paula foi nomeado diretor da entidade e cumpriu com produtivas resoluções um papel importante em favor do municipalismo. E esteve na coordenação de todas as campanhas de Azambuja para deputado estadual, deputado federal e governador.

 

Na relação com os prefeitos, vereadores e lideranças de todos os níveis, Sérgio de Paula demonstrou ser um interlocutor responsável e de diálogo, com respostas e projeções objetivas. Da mesma forma vive as atribuições partidárias, na condição de membro do quadro dirigente do PSDB. Está sempre ao alcance dos filiados e impressiona seu fôlego para acompanhar as demandas do partido nos quase 80 municípios sul-mato-grossenses. E o fundamental de tudo: de Paula tem o aval, o apoio e a confiança do governador.

 

CAMPO GRANDE

 

Os cinco vereadores do PSDB de Campo Grande receberam na quinta-feira o futuro presidente regional do partido, Sérgio de Paula, no gabinete de João Rocha, presidente da Câmara Municipal. Rocha e os vereadores Dr Lívio, João César, André Salineiro e Delegado Wellington manifestaram apoio total e confiança na gestão que será confiada pelo partido a Sérgio de Paula.

 

Rocha disse que o PSDB está ganhando uma garantia de direcionamento político acertado e capaz de superar os desafios. “Sérgio de Paula é uma liderança importante do nosso partido, com mais de 20 anos de história no PSDB. Nada mais natural do que sua indicação à presidência estadual. Tenho plena certeza que ele fará um ótimo trabalho e conduzirá o partido a novos rumos”, afirmou.

 

De Paula agradeceu os vereadores e reiterou o compromisso de fortalecer o PSDB prestigiando e valorizando seus quadros de filiados e lideranças, num contexto em que o papel dos mandatos municipais é imprescindível. “A capital tem representatividade muito expressiva, representa 33% do eleitorado estadual. Por isso é muito importante contar com os vereadores”, disse.