Rota Global é finalista de prêmio internacional

Implantado em MS, modelo de apoio à internacionalização de empresas está entre as melhores práticas de apoio em todo o mundo Por em maio 7, 2019 3:13 pm , Categorias: Categorias: Categorias:

 

 

Depois de atender 26 empresas apenas em Mato Grosso do Sul por meio do CIN/MS (Centro Internacional de Negócios de Mato Grosso do Sul), o Rota Global, modelo de apoio à internacionalização de empresas criado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), está entre os finalistas da World Chambers Competition, premiação organizada pela Câmara de Comércio Internacional (ICC, em inglês) às melhores práticas de apoio empresariais em todo mundo.

 

O projeto disputa a categoria ‘Pequenas e Médias Empresas e Desenvolvimento do Empreendedorismo’ com iniciativas do Afeganistão, Egito, Equador e Turquia. O Rota foi selecionado em 73 projetos de 29 países. Os vencedores serão conhecidos no dia 13 de junho, durante o 11º World Chambers Congress, realizado no Rio de Janeiro.

 

Na avaliação da coordenadora do CIN/MS, Nathália Alves, estar entre os finalistas da World Chambers Competition representa o reconhecimento de um árduo trabalho. “O Rota Global nasceu a partir da rede CIN e contribuiu muito para melhorar a capacidade exportadora das empresas sul-mato-grossenses que participaram do programa”, afirmou.

 

Ela ainda lembrou que em 2018 foi autorizada a transferência da metodologia do Rota Global ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. “Foi uma medida com o objetivo de contribuir para que o Governo Federal adotasse um padrão único de atendimento às empresas que querem se internacionalizar. Cumprimos nosso papel institucional de atuar pela eficiência do comércio exterior”, completou.

 

SOBRE O PROGRAMA

 

O Rota Global utiliza uma plataforma inovadora, digital e automatizada para construir um plano de internacionalização adequado à realidade da empresa, orquestrando serviços oferecidos por diferentes instituições para atender às necessidades de cada negócio. O produto é particularmente relevante para orientar a estratégia de micros e pequenos negócios, que dispõem de menos informação e recursos financeiros para estruturar a operação internacional.

 

Com financiamento do programa AL-Invest, da Comissão Europeia, entre 2017 e 2018 o projeto piloto atendeu 560 empresas de todos os portes, no Brasil, na Argentina e na Espanha, contando com a parceria da União Industrial Argentina (UIA) e do Parque Científico e Tecnológico de Extremadura (Fundecyt-Pctex).

 

Deste total, 406 empresas (73%) foram beneficiadas com atendimento personalizado, com entrega de seu plano de ação para internacionalização. As empresas atendidas no projeto Rota Global apresentaram evolução média de 12% nas suas áreas de estratégia, gestão, mercados e operações ao fim de um ano.