TV Educativa e TV Morena renovam cooperação histórica

Bosco Martins e Nicomedes Silva Filho conduziram a reunião que renovou o acordo Fertel-RMC Por em outubro 8, 2018 8:08 pm , Categorias: Categorias: Categorias:

 

 

A Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul) e a TV Morena estão renovando o acordo de cooperação técnica que foi iniciado há 30 anos entre o governador Pedro Pedrossian e o empresário Ueze Zahran. Agora, a TV Morena e a Fertel, que é a controladora da Rádio e TV Educativa, aperfeiçoam o entendimento para que sejam alcançados novos objetivos, entre os quais envolver outras emissoras e buscar meios de reduzir custos e democratizar a distribuição de informação.

 

O diretor-presidente da Fertel, jornalista Bosco Martins, e o diretor-executivo da Rede Mato-grossense de Comunicação (RMC), Nicomedes Silva Filho, conduziram a reunião que encaminhou o acordo. “Este é um trato operacional histórico, firmado há 30 anos, ainda quando as emissoras estavam vinculadas ao Idesul”, lembrou Martins, citando Pedrossian e Ueze Zahran. “Eles foram os dois ‘Rondons’ das telecomunicações em Mato Grosso do Sul, ajudando a desbravar o Estado e garantindo a interiorização das telecomunicações”, afirmou.

 

Por sua vez, Nicomedes Silva Filho enalteceu o empenho de todos e salientou que o convênio “de longa data” ajudou a disseminar o sinal da TV Morena pelo território estadual. “O Estado nos permitiu usar o sinal analógico e, em contrapartida, nós cedemos os equipamentos e dois sites (no caso, as salas de transmissão, compartilhadas entre as emissoras em Dourados e Ponta Porã) para a TVE Cultura”, informou. Também participaram da reunião, pela TV Morena, o novo diretor-técnico, Luiz Botelho, e pela Fertel o procurador jurídico Danilo Magalhães e o diretor de operações, Cézar Roriz.

 

Foi ressaltado também o avanço tecnológico das emissoras. A TV Morena trabalha para substituir o sinal analógico pelo digital. “À medida que avançamos na digitalização e devolvemos esses canais ao Estado, pensamos em novas parcerias para melhorar o sinal e a qualidade de nossa atuação na Capital e no interior”, assinalou Nicomedes. “Tanto quanto o bom relacionamento entre as emissoras, é importante manter esforços em favor da capacidade de otimização de recursos, gerando menos custos e mais qualidade para os telespectadores da TV Morena e da TVE Cultura”, acrescentou.

 

MAIS PARCERIAS

 

Bosco Martins sugeriu que a parceria poderá contar com a participação de outras coirmãs (SBT-MS, TVI/Guanandi/Bandeirantes e TV MS/Record, por exemplo) e garantir o acesso às programações, sobretudo nas cidades menores, onde o elevado custo de operação é um desafio para o setor. “Nesses tempos, no qual a luta contra a desinformação se tornou necessidade básica do cidadão e obrigação dos veículos, esse trabalho irmanado garante a divulgação de conteúdo de qualidade e variado para a população”, apregoou.

 

Outras parcerias entre a Fertel e a TV Morena foram abordadas, como a veiculação de campanhas institucionais. Detalhes técnicos sobre essa possibilidade serão analisados pelos setores competentes de ambas as emissoras. “Há trabalhos excepcionais que a TVE Cultura pode inserir durante a sua programação, de forma a reforçar conceitos como cidadania e direitos coletivos com a audiência”, pontuou Martins.