Ecobags feitas com sacos de cebola ajudam mulheres do Noroeste

Os preços das bolsas variam de R$ 25 a R$ 30 e os lixinhos para veículos são vendidos entre R$ 10 e R$ 15 reais Por em outubro 6, 2017 2:20 pm , Categorias: Categorias: Categorias: Categorias:

 

Termina neste sábado (7) a exposição de ecobags feitas de sacos reaproveitados de cebola no Hipercenter Jardim dos Estados. São lixeirinhas para carro e bolsas confeccionadas por meio dos sacos de cebola que a Rede Comper de Supermercados doa ao Instituto Guataverá de Apoio Sociocultural.

De acordo com a artesã e designer de artesanato Isabel Doering Muxfeldt, 58 anos, o projeto desenvolvido no instituto começou em agosto deste ano. No local ela treinou grupo de mulheres que confeccionam as ecobags de sacos reaproveitáveis de cebola.

Isabel conta que quando via embalagens de cebolas, limões, laranjas, entre outras, indo para o lixo, ficava irritada e por isso começou a pensar numa forma de reaproveita-las. Escolheu o saco de cebola para confeccionar bolsas e lixinhos, pelo fato de este ser o mais resistente.

Decidiu procurar o Instituto Guataverá para iniciar o projeto de confecção e venda. Ela explica que semanalmente costuma pegar de 20 a 25 embalagens de cebola no Comper. “São embalagens que seriam descartadas, mas que agora são higienizadas e transformadas nesses mimos. O mais legal é que o dinheiro arrecadado com as vendas é revertido para as próprias mulheres que trabalham na produção dos objetos”.

“O mundo está virando um grande saco de lixo, então porque não transformar essas embalagens ecológicas num ganha pão? Uma alternativa interessante”, completa Isabel.

Os preços das bolsas variam de 25 a 30 reais e os lixinhos para veículos são vendidos de 10 a 15 reais.

O Instituto Guataverá, fundado em abril de 2007, fica no Jardim Noroeste, em Campo Grande, e foi criado para contribuir com o desenvolvimento humano e promover a melhoria da qualidade de vida de crianças, jovens e adultos que moram naquela região.

Quem se interessar em adquirir bolsas ou lixinhos para veículos, ou até mesmo conhecer o Instituto Grataverá, pode entrar em contato com a Isabel, pelo (67) 99902-1803.


Deixe um comentário