Campo Grande, 25 de Julho de 2014

Você está em: HOME Notícias Geral Obras do Imbirussu estão 80% concluídas

26 AGO 2013

Obras do Imbirussu estão 80% concluídas

O Programa Sanear Morena 2, que está implantando rede de esgoto em bairros da região oeste de Campo Grande, já está em fase final. Cerca de 80% das obras nos bairros da região Urbana do Imbirussu já foram realizadas. A Águas Guariroba está investindo R$ 57 milhões para implantar 139 quilômetros de rede coletora e garantir o acesso ao esgotamento sanitário em mais de 13 mil domicílios. As obras irão atender 34 bairros e beneficiar diretamente 42 mil pessoas. A previsão é de que os trabalhos sejam finalizados até o fim deste ano.
 

A Águas Guariroba, empresa da Aegea, holding de saneamento do Grupo Equipav, já implantou em toda a região do Imbirussu mais de 109 km de rede coletora de esgoto e  9.368 novas ligações domiciliares. Os outros 30 km de extensão de rede serão executados ainda este ano, conforme o avanço das obras. Os bairros Imá I e II, Santo Antônio II e Jardim Petrópolis serão os próximos a receber os serviços de coleta e tratamento de esgoto.
 

Todo o esgotamento sanitário coletado, na parte oeste da Capital, está sendo tratado na nova estação de tratamento de esgoto, a ETE Imbirussu. Com vazão de 120 litros por segundo, a estação opera com tecnologia inédita no Brasil. Em um único tanque é feito todo o processo de tratamento de efluentes. Inaugurada em março, A ETE Imbirussu também faz parte do plano de obras do Sanear Morena 2.
 

A estimativa era de que com a conclusão do Sanear Morena 2, a cobertura da rede de esgoto chegasse a 70% da cidade. Contudo, devido ao bom andamento das obras, esse índice foi superado. Atualmente, 72,85% de Campo Grande já conta com acesso aos serviços de coleta e tratamento de esgoto.
 

Assim que o Programa Sanear Morena 2 for concluído, a concessionária dará início ao projeto de universalização, que vai disponibilizar o serviço de coleta e tratamento de esgoto para toda a população da Capital até 2025. Nessa terceira etapa, a Águas Guariroba vai investir R$ 636 milhões.
 

Além de contribuir para a conservação do meio ambiente, o investimento em esgoto é essencial para garantir saúde e qualidade de vida para a população. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada R$ 1,00 (um real) investido em saneamento ambiental são economizados R$ 4,00 (quatro reais) em saúde pública. Ainda conforme a OMS, 65% das doenças no Brasil são causadas pela falta de saneamento ambiental nas cidades.
 

 

< Voltar