Recém-nascidos já recebem alta com certidão de nascimento

Por em julho 11, 2017 8:40 pm , Categorias: Categorias: Categorias:

 

A certidão de nascimento é um documento que deve ser feito logo após o nascimento da criança nos Hospitais e, até por ser uma exigência do Manual Prático da Rede Cegonha, do Ministério da Saúde, o Hospital Dr. José de Simone Netto (Hospital Regional de Ponta Porã) adaptou dentro da maternidade um suporte de atendimento para emissão de registro de nascimento com o apoio do Cartório do 2º Ofício – Olegário Campos de Ponta Porã. O objetivo é oferecer o documento, que é um direito de toda criança, mas também garantir mais tranquilidade em um momento sensível e especial para toda família.

“Nós fizemos isso devido às dificuldades que nossa unidade e os pacientes enfrentavam para registrar seus filhos. Agora, com o apoio do Cartório Olegário Campos, garantimos aos genitores ou responsáveis o direito de fazer o registro dos filhos”, explica a enfermeira do Núcleo de Educação Permanente e Humanização em Saúde – NEPH), Mariana Euzébio.

As mães Marisa Coronel Centurion, 20 anos, dona de casa e Jéssica Arce, 28 anos, psicóloga, moradoras de Ponta Porã, comemoraram a novidade. Ambas tiveram seus bebes de parto normal e agradeceram o acolhimento que receberam por parte de todos no Hospital. “Foi uma surpresa para nós poder registrar nossos filhos logo que nasceram. Tão cômodo e rápido, a moça foi ao nosso quarto”, disse Marisa. Para o guarda municipal, Valdeci Rufino Barbosa, de 40 anos, registrar o filho Valdir foi a garantia de um direito de toda família. Ele lembrou a dificuldade de alguns pais de ter de sair com o bebe muitas vezes sem uma condução adequada e ter de ir até o centro da cidade para fazer o documento, e parabenizou o Hospital pela iniciativa.
RECOMENDAÇÕES
Os recém-nascidos são registrados pelos pais durante as primeiras horas de vida no Hospital Regional com total gratuidade, mas a emissão do documento só é possível desde que os pais apresentem: Declaração de Nascidos Vivos (DNV – fornecida pelo próprio Hospital), RG, CPF, ou documentos com fotos como Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e Carteira de Trabalho, e os pais casados também precisam apresentar a certidão de casamento.

Os investimentos no setor da maternidade como a nova recepção social, a sala especial para classificação de risco das gestantes e as suítes de pós-parto vem dando a cada dia mais aconchego para todo esse público de mães e suas famílias, mas a problemática da documentação ainda existe na entidade. Para a direção do Hospital, oferecer a certidão de nascimento para uma criança é torná-lo cidadão.

“Esse planejamento de estrutura e adequações é justamente para colher bons frutos amanhã, e oferecer uma certidão de nascimento a uma criança logo nos seus primeiros momentos de vida é dar autonomia a ele quanto cidadão e entregá-lo pronto para sociedade”, conclui o diretor do Hospital Dr. Mário César Bitencourt Madureira.


Deixe um comentário