Vereadores aprovam atendimento preferencial a autistas

Projeto proposto pelos vereadores Papy e João Rocha torna obrigatório atendimento preferencial em estabelecimentos públicos e privados Por em novembro 9, 2017 2:03 pm , Categorias: Categorias: Categorias: Categorias:

 

Proposto pelos vereadores Prof. João Rocha e Papy, o projeto de Lei nº. 8.424/17, que torna obrigatório o atendimento preferencial às pessoas com Transtorno Espectro Autista (TEA) nos estabelecimentos públicos e privados do município de Campo Grande, foi aprovado em segunda discussão e votação na sessão da última terça-feira (7) na Câmara Municipal.

 

“As pessoas com o transtorno são muitas vezes julgadas como desobedientes quando apresentam quadro de inquietude, por exemplo. Ter preferência no atendimento irá facilitar o dia a dia das mães e pais de autistas. Mais uma medida que tomamos em prol da inclusão social na Capital”, defende Papy.

 

O Projeto exige que os estabelecimentos públicos e privados incluam nas placas de atendimento prioritário o símbolo mundial do Transtorno Espectro Autista: supermercados, bancos, farmácias, bares, restaurantes, lojas em geral e similares.

 

Com a aplicação da lei, cerca de 9 mil autistas, só na Capital, serão atendidos.


Deixe um comentário