Abertura de negócios bate recorde em MS

Empreendedor não se rende à pandemia e marca melhor resultado nos últimos seis anos

A pandemia da Covid-19 não tirou o ânimo e a confiança dos empreendedores sul-mato-grossenses. Apesar dos pesares, a abertura de empresas durante este ano já atingiu uma marca muito expressiva. De janeiro a julho, segundo a Junta Comercial de Mato Grosso do Sul (Jucems), órgão da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), 4.399 empresas foram constituídas no Estado.

É o melhor resultado desde 2014, quando 4.082 empresas foram criadas, e 4,8% a mais que em 2019, no período pré-pandemia. “É um excelente resultado, um sinalizador importante de que medidas governamentais de fomento, como o Programa de Saúde e Segurança na Economia [Prosseguir], garantem ao setor empresarial responder positivamente à crise”, avaliou o titular da Semagro, Jaime Verruck.

Ele alinha alguns dos principais efeitos dessa resposta da economia, citando a manutenção na geração de empregos e a expectativa de que em 2021 o PIB (Produto Interno Bruto) será bem superior ao período pré-pandemia. E constata: Mato Grosso do Sul vem conseguindo equilibrar a economia, associando esse desempenho às ações focadas na saúde pública e no bem-estar da população.

Em relação ao PIB, um estudo da Tendências Consultoria Integrada mostra que o Estado é um dos cinco com projeção de crescimento no próximo ano. Mato Grosso do Sul deve manter o bom desempenho na geração de empregos.

Compartilhe: