Bonito 21K aliou corrida, ciclismo e protocolos de biossegurança

bonito21k-evento-prova-atletismo-corrida-de-rua-ciclismo-de-estrada-protocolos-biossegurança-bonito-ms-2020

Foi realizada nos dias 5 e 6 de dezembro a sexta edição da Bonito 21K, que reuniu atletas de todo o Brasil para provas de corrida de rua e ciclismo de estrada. Rígida na aplicação de protocolos de biossegurança por conta da Covid-19, a prova agradou os participantes.

“A equipe sempre acreditou que a prova iria acontecer, então trabalhamos com os protocolos visando a realização do evento. Tudo funcionou corretamente, todos entraram na concentração de máscara, foi aferida a temperatura e os atletas posicionados com espaçamento de um metro e meio, com a largada em ondas”, conta André Milani, diretor técnico da prova.

Para o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda, a Bonito 21K já se consolidou com uma das principais provas do Estado e da região Centro-Oeste. “A competição destaca-se, acima de tudo, pela seriedade e qualidade da organização, o que se torna um atrativo para atletas de todas as regiões do país”.

Em 2020, a Bonito 21K teve como diferencial ser a primeira – e até o momento única – meia maratona de Mato Grosso do Sul oficializada junto à Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), com presença de pelotão de elite masculino e feminino. “A prova oficial tem o percurso medido corretamente, e os resultados dos atletas são válidos para provas oficiais”, explica Marcelo Moriyama, presidente da Federação de Atletismo de Mato Grosso do Sul (FAMS).

CICLISMO

A prova de ciclismo foi a grande estreia do ano, com percursos de 50 e 121 km e quase 300 participantes inscritos. “Foi uma prova excelente, muito bem organizada, o percurso foi muito bom. O pessoal da organização está de parabéns, porque os protocolos foram bem rígidos”, comenta a atleta Mariana Ramos, que correu os 21 km da corrida e ficou em primeiro lugar no percurso de 50 km feminino de ciclismo.

O casal Deborah e Gabriel Pastro veio de Rio Branco, capital do Acre, para participar. Encararam seis horas de avião e mais três de estrada, e saíram realizados. “Eu vim correr a meia maratona e ele veio pedalar os 121 km, é nossa primeira prova juntos. Gostei muito, foi uma prova muito boa, bem organizada”, comenta Deborah.

Compartilhe: