Capital: Prefeitura comanda inúmeras frentes de obras

A UBS do Bairro Iracy Coelho Neto é uma das mais bonitas e modernas da Capital

Embora Campo Grande, como o resto do país, viva o clima da acirrada disputa pela cadeira de prefeito municipal e, claro, pelas 29 vagas da Câmara de Vereadores, a administração municipal não para e obras importantes para melhorar a qualidade de vida da população estão sendo executadas em todas as regiões da cidade.

Um dos exemplos de que é possível realizar campanha eleitoral sem parar a máquina administrativa é a região do Anhanduizinho, onde nada menos que 18 obras somam para o bem estar da comunidade. Algumas delas já foram concluídas, como as Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Iracy Coelho, Alves Pereira e Aero Rancho, mas outras estão ainda em andamento e estão dentro do cronograma de execução pré-estabelecido pela municipalidade.

Quando concluídas, essas beneficiarão os campo-grandenses nas áreas de saúde, educação, infraestrutura urbana, cultura, esporte e lazer, enfim, em vários setores da vida ativa da sociedade. A maioria das obras na Região do Anhanduizinho é realizada com recursos das três esferas administrativas: Município, Estado e União.

Nessa importante região urbana de Campo Grande podem ser elencadas como obras que acabaram de ser executadas ou que ainda estão em execução os seguintes projetos: recapeamento das ruas da Região do Anhanduizinho (31% executados); Parque Ayrton Senna (33% executados); Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Iracy Coelho, Alves Pereira e Aero Rancho (concluídas); Ceinf do Centenário (100%); Corredor Sudoeste de Transporte Coletivo – Ruas Guia Lopes e Brilhante (87%); Praça de Esportes e Cultura do Parque do Sol (71%); pista de atletismo do Parque Ayrton Senna (96%); reforma do Ginásio Guanandizão (98%); Academia ao Ar Livre Jardim Aero Rancho (98%); Academia ao Ar Livre Vila Pioneira (98%); pavimentação e qualificação de vias urbanas – Jardim Belinatti (92%); construção do CEINF Tijuca 2 (100%); Academia ao Ar Livre Jardim Botafogo (100%); urbanização das margens do Rio Anhandui lote 1 (92%); urbanização das margens do Rio Anhandui (57%); urbanização das margens do Rio Anhandui (46%).

Compartilhe: