Em quatro anos, vereadores aprovam 1,4 mil projetos

Foram 322 sessões ordinárias e 12 extraordinárias durante a 10ª Legislatura da Câmara Municipal

Foram 322 sessões ordinárias e 12 extraordinárias com total de 1.445 projetos aprovados durante os quatro anos da 10ª Legislatura da Câmara Municipal de Campo Grande. Nesta lista, destacam-se o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental, que define diretrizes para expansão da cidade pelos próximos 30 anos, planos de cargos e carreiras para várias categorias e projetos de diferentes áreas, como acessibilidade, educação, saúde, entre outros.

O balanço mostra que, de autoria dos vereadores, foram 514 Projetos de Lei aprovados, outros 61 de Lei Complementar, 518 Projetos de Decreto e 100 de Resoluções, no período de 2017 a 2020. Já de autoria do Executivo, a Casa de Leis aprovou 252 propostas. Também foram mantidos 124 Vetos e outros 14 rejeitados.

A Câmara Municipal de Campo Grande também intensificou o contato com a população por meio das reivindicações com pedidos de melhoria para os bairros da cidade. Por meio de visitas nos bairros, por aplicativos, redes sociais dos vereadores ou no próprio site da Câmara Municipal, os moradores podem solicitar investimentos, reparos e cobrar providências.

Esses pedidos são transformados em indicações, remetidas ao Executivo, secretarias ou concessionárias. No total, foram 168 mil reivindicações feitas por meio de ofícios protocolados, ajudando para que muitas das necessidades dos moradores fossem atendidas.

CORONAVÍRUS

Com a pandemia de Covid-19 neste ano de 2020, a Câmara, como todos os setores, passou por adaptações. Desde março, as sessões ordinárias e Audiências Públicas passaram a ser fechadas ao público, que pôde participar por meio das transmissões feitas pelo Facebook e Youtube. Temporariamente, as sessões foram feitas de forma remota, por videoconferência, para reduzir ainda mais o contato neste período. O trabalho não foi interrompido e, no ano, 83 sessões foram realizadas, com aprovação de 316 projetos.

Os vereadores levaram informações e discussões por meio de lives promovidas todas as quartas-feiras pela Comissão Especial de Combate a COVID -19 da Casa de Leis, transmitidas pela rede social.

Foram aprovadas várias propostas para garantir mais transparência durante a situação de emergência, uso obrigatório de máscara, suspensão de prazos de concursos, isenção temporária da Cosip (Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública). A Câmara também contribuiu com a Secretaria Municipal de Saúde para vacinação da gripe, cedendo veículos para levar profissionais da saúde para vacinar idosos acamados e pessoas com dificuldades de locomoção em suas residências.

Compartilhe: