Incentivos a empresas atraem novos empregos diretos

Reunião aprova incentivos para instalação de empresas na cidade

 

 

O Codecon (Conselho de Desenvolvimento Econômico) de Campo Grande aprovou cinco projetos que têm previsão de investimento de R$ 21,4 milhões e criação de 74 empregos diretos. As indústrias e empresas conquistaram direito a benefícios como redução de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e doação de terrenos.

 

Com previsão de investir R$ 5,1 milhões e abrir 17 postos de empregos, o Laticínio Tradição de Minas terá doação de área de 50 mil metros quadrados e redução do ISSQN (Imposto sobre Serviços) para 3% sobre as obras de construção civil.

 

Já a R&A Comércio de Mármores e Granitos prevê investir R$ 1,2 milhão e criar 13 vagas de emprego. O Codecon concedeu doação de área de até 20 mil metros quadrados e isenção de 30% do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) por 3 anos.

 

A terceira aprovação foi para a Sigo Procedimentos Homeopáticos (produção e comercialização de medicamentos veterinários de natureza homeopática), que detalhou investimento de R$ 320 mil e criação de 14 novos empregos diretos. Os benefícios concedidos foram redução de 50% do IPTU por sete anos e redução do ISSQN para 3% incidente sobre as obras de adequação das instalações.

 

Com previsão de investir R$ 12,2 milhões e abrir 20 vagas de emprego, o projeto do Centro Radiológico Campo Grande terá direito à redução para 3% do ISSQN incidente sobre as obras de construção civil e isenção de 80% do IPTU por oito anos.

 

A G3S Comércio e Indústria de Ferro e Aço, que atua no processamento e comércio atacadista de resíduos sólidos metálicos, informou investimento de R$ 2,4 milhões e criação de 10 novos empregos diretos. O poder público concedeu a doação de área de até 26 mil metros quadrados, redução da alíquota do ISSQN para 3% sobre as obras de construção civil e isenção de 50% do IPTU por cinco anos.

 

“A reunião foi das mais produtivas porque conseguirmos aprovar por unanimidade cinco projetos em diferentes áreas, cujos investimentos e criação de novos empregos serão muito significativos para o desenvolvimento empresarial de Campo Grande”, afirmou o titular da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e de Ciência e Tecnologia), Abrahão Malulei Neto.

Compartilhe: