MS sai na frente com projeto para sistema de abastecimento

Presidente da Sanesul e secretário de Infraestrutura debateram solução com o ministro

Mato Grosso do Sul marcou com destaque sua presença na reunião virtual que discutiu as alternativas de modelos para a regionalização de sistemas de saneamento prevista pelo novo Marco Legal. O presidente da Sanesul, Walter Carneiro Júnior; o secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel; e o gerente jurídico da estatal, Elder Alves dos Santos, participaram da reunião, que teve a presença do ministro de Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Secretários de Estado, diretores e presidentes de empresas de abastecimento conheceram alguns modelos de negócios que propõem soluções para o saneamento nas mais diversificadas regiões do Brasil. Um deles foi apresentado por Marília Carvalho de Melo, secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais, que propôs soluções definitivas para uma das regiões mais carentes do País, o Vale do Jequitinhonha.

A diversificação das mais variadas realidades encontradas dentro de um país continental, coloca o Brasil diante de um grande desafio: encontrar o modelo para acelerar o acesso ao saneamento a toda população. Neste cenário, Mato Grosso Sul sai na frente.

Segundo Carneiro Júnior, o pioneirismo encampado pela concretização da Parceria Público Privada entre a Sanesul e a Ambiental MS Pantanal marca um novo ciclo da história do saneamento no Brasil. A iniciativa faz do Estado o primeiro a ter o seu sistema de esgotamento sanitário totalmente universalizado.

Compartilhe: