Programa busca recuperação econômica do Pantanal

Sebrae e Ministério da Agricultura se unem pela recuperação do Pantanal

O Sebrae e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) anunciaram o Pró-Pantanal, programa de recuperação econômica do Bioma Pantanal por meio de ações de apoio às micro e pequenas empresas no território. A iniciativa foi apresentada durante reunião realizada em Brasília com a presença da diretoria do Sebrae, da ministra Tereza Cristina e do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae/MS. A proposta visa reduzir o impacto das queimadas na economia local por meio da dinamização das atividades econômicas e do estímulo a novos negócios nos estados de MT e MS.

Ao lembrar dos graves episódios de incêndios no Pantanal, que chegaram a receber destaque internacional, o presidente do Sebrae, Carlos Melles, se mostrou honrado por promover este projeto juntamente com o Mapa. “O trabalho conduzido pela ministra tem feito muito bem ao Brasil. Nosso papel é preservar o Pantanal e dar condições de sustentabilidade para esse projeto”. No total, 32 mil pequenos negócios, 20 mil propriedades rurais e 3.500 pescadores compõem a região do Pantanal dos estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

A ministra Tereza Cristina registrou a importância do projeto e os esforços do ministério para reunir investimentos. “Temos que fazer o Pantanal desenvolver todo o seu potencial de biodiversidade. Estou muito preocupada com o momento da seca, está passando da hora de nos aprofundarmos no Pantanal”, destacou a ministra.

Para o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/MS, Jaime Verruck, que também é o titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), a expectativa é que o programa apoie a inovação no Pantanal. “É um programa para que possamos fazer o desenvolvimento dos pequenos negócios, criar uma rede de sustentabilidade, levando startups, criando uma inovação no Pantanal, para que a gente preserve este bioma, e principalmente, estimule novas atividades”, disse o presidente.

Compartilhe: