Relicitações da Malha Oeste e BR-163 são novos avanços

“Temos a proposta aprovada e o cronograma para isso acontecer”, acentua o secretário Jaime Verruck

O Conselho do Programa de Parceria de Investimentos (PPI) de Mato Grosso do Sul qualificou os projetos de relicitação das concessões da ferrovia Malha Oeste, desde Mairinque (SP) até Corumbá (MS), e da BR-163, trecho de 846 km que atravessa todo o Estado. O secretário Jaime Verruck, titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), comemorou: “São novos avanços que o governo carimba para atender os grandes interesses do Estado”.

Verruck diz que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) vem insistindo na medida junto ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para se chegar a uma solução que permitisse investir em melhorias na Malha Oeste. Primeiro passo foi tentar prorrogar a concessão da Rumo para que a empresa tivesse possibilidade de fazer novos investimentos. E isso só seria possível com a prorrogação, mas a proposta não andou.

“Em junho, depois de uma reunião que o governador e eu tivemos no Ministério da Integração, a Rumo optou por fazer a devolução da concessão, o que viabiliza a relicitação”, explicou. Tanto a devolução da Malha Oeste por parte da Rumo SA e da BR-163 pela CCR-MSVias (as empresas que detém essas concessões) já passaram pela avaliação da ANTT e faltava a aprovação por parte do Conselho do PPI.

O cronograma prevê que a publicação do Edital de relicitação da BR-163 será divulgado no primeiro semestre de 2022 e o leilão acontecerá no segundo semestre daquele ano. Já o edital da relicitação da Malha Oeste será no quarto trimestre de 2022 e o leilão, no primeiro trimestre de 2023. “Para nós é importante. É longe? Não é longe? O importante é que temos aprovada a relicitação e temos o cronograma para isso acontecer. Essa é a notícia fundamental”, enfatizou.

Compartilhe: