Sebrae se reinventa para apoiar pequenos negócios na pandemia

Foram mais de 125 mil atendimentos, atingindo 60,8 mil empresas em 100% dos municípios de Mato Grosso do Sul

Uma das instituições impactadas pela pandemia de Covid-19, o Sebrae/MS conseguiu rapidamente se reposicionar e dar o suporte necessário aos empreendedores. Como resultado, em um ano atípico, foram mais de 125 mil atendimentos, contemplando 60,8 mil empresas distintas em 100% dos municípios de Mato Grosso do Sul.

O número de atendimentos superou a meta da instituição. “Nós tínhamos um Sebrae preparado para trabalhar no virtual. Para 2020, nossa meta era atender 40 mil empresas diferentes e ultrapassamos. Isso mostra que em um momento tão difícil para os empresários, o Sebrae esteve ao lado do empreendedor”, afirma o diretor-superintendente do Sebrae/MS, Claudio Mendonça.

Para atingir o resultado positivo, a entidade ampliou o atendimento nos canais remotos, passou a atender e a ministrar cursos e consultorias pelo WhatsApp e outras plataformas e lançou, ainda no mês de março, o programa de aconselhamento empresarial gratuito Sebrae Orienta.

Inicialmente, o programa ofertou consultorias online em Gestão Financeira, Marketing Digital e Mercado e Vendas, para ajudar o empresário a contornar a crise durante as medidas de isolamento social. Com as flexibilizações, foram ofertadas, em parceria com Sesi/MS e o Senac/MS, consultorias de biossegurança.

Ainda como parte do programa, a partir de junho, agentes do Sebrae/MS passaram a visitar os pequenos negócios do Estado. A medida buscou levar orientações sobre os protocolos de segurança para a maior quantidade de empresários possível. Os empreendimentos visitados receberam o selo ‘Eu Fui Orientado’, mostrando o compromisso como empresa segura.

Os atendimentos presenciais foram finalizados no dia 3 de dezembro, com o alcance pelos agentes a 50 mil empresas nos 79 municípios de MS. A cobertura ficou em 48% para microempresa (ME), 38% para microempreendedor individual (MEI) e 13% para empresa de pequeno porte (EPP).

Compartilhe: