Título de cidadania campo-grandense emociona Edio Castro

Adjunto de Educação foi homenageado com indicação do vereador Professor Juari

O título de Cidadão Benemérito de Campo Grande foi outorgado pela Câmara Municipal de Campo Grande ao secretário-adjunto de Educação de Mato Grosso do Sul, Edio Castro, em sessão solene durante a programação do 122º aniversário de fundação da cidade. O autor da indicação, vereador Professor Juari (PSDB), disse que os merecimentos são reconhecidos não só no âmbito governamental, mas em toda a sociedade, sobretudo pelos serviços que desempenha no governo estadual.

A honraria emocionou o homenageado. Afinal, Edio Antonio Resende de Castro tem sido um dos mais eficientes e discretos colaboradores do governo, dedicando seus conhecimentos e sua inteligência à grande obra que é realizada pela Secretaria Estadual de Educação. Além disso, a indicação – apoiada por todos os parlamentares – foi feita por um companheiro de trabalho e de lutas pelo bem-estar da população.

“Estou lisonjeado com esta homenagem, prestada por um amigo, o vereador Juari, com o qual tive o prazer e a honra de trabalhar na Secretaria de Educação. Ele, hoje, realiza uma legislatura com enorme afinco e dedicação, tendo como uma das bandeiras as melhorias para o ensino público de Campo Grande e de todo Mato Grosso do Sul”, pontuou Edio Castro.

QUEM É

Natural de Maracaju (MS), Edio Antonio Resende de Castro é licenciado em Pedagogia, com habilitação em magistério das matérias pedagógicas do ensino de 1º e 2º graus e supervisão escolar de 1º e 2º graus pela Fifasul (Faculdades Integradas de Fátima do Sul). Possui habilitação de técnico em agropecuária pela Fundação Centro de Educação Rural de Aquidauana (CERA) e especialização em Metodologia do Ensino Superior – Pós-Graduação lato sensu – também pela Fifasul.

Por 12 anos cumpriu funções pedagógicas nas redes públicas de ensino. Em Maracaju foi professor, coordenador pedagógico e diretor da EE Coronel Lima de Figueiredo e coordenador pedagógico da EE Manoel Ferreira de Lima; diretor da Escola Municipal José Pereira da Rosa (1989); secretário municipal de Educação e Cultura (1992); supervisor da Unidade da Sanesul (1995-1999); diretor do Departamento de Cultura (1999) e chefe de gabinete da prefeitura (2000-2003). Foi ainda vereador por dois mandatos (2004-08 e 2012-16). No governo, foi subsecretário da Casa Civil (2016) e subsecretário de Comunicação (2017-2018).

Compartilhe: