Vereador denuncia preços abusivos da hidroxicloroquina

Chiquinho Telles teve a iniciativa de fazer levantamento de preços em cinco farmácias, constatando valores que variaram de R$ 240 a R$ 810

Indignado com o desrespeito para com os consumidores campo-grandenses por parte de determinadas farmácias da Capital, o líder do prefeito na Câmara Municipal, vereador Chiquinho Telles (PSD), encaminhou ofício ao superintendente do Procon/MS, Marcelo Salomão, pedindo providências urgentes no sentido de coibir a prática de preços abusivos da hidroxicloroquina.

Em sessão ordinária desta terça-feira (30), Chiquinho Telles lamentou que certos estabelecimentos farmacêuticos estejam praticando valores muito divergentes com relação à hidroxicloroquina, prejudicando sobremaneira as pessoas com lúpus que precisam do medicamento para o seu tratamento.

Segundo o parlamentar, se já não bastasse a dificuldade de encontrar a hidroxicloroquina depois que surgiu a Covid-19, agora “verificamos algumas farmácias vendendo o remédio por preços exorbitantes”.

Para comprovar a denúncia que recebeu, o vereador disse que teve a iniciativa de fazer levantamento de preços em cinco farmácias, constatando valores que variaram de R$ 240,00 a R$ 810,00. “Quando questionamos o porquê de valores tão elevados, argumentaram que as distribuidoras tinham aumentado o preço”.

Diante de tamanha discrepância, Chiquinho Telles mobilizou o Procon-MS, e o superintendente do órgão, Marcelo Salomão, prontificou-se de pronto, por meio de sua equipe, a fiscalizar as farmácias para acabar com as práticas abusivas. “Não podemos deixar as pessoas que precisam desse medicamento ser sacrificadas dessa forma, sem que providências sejam tomadas”.

Compartilhe: