Geraldo Silva

EDITORIAL

MS é destaque nacional em transparência e prestação de contas

Mato Grosso do Sul é manchete nacional por se destacar como o 2° melhor estado do País no Ranking da Qualidade de Informação Contábil e Fiscal do Tesouro Nacional.

O levantamento foi divulgado na quarta-feira (24) pela instituição, que fez uma avaliação em relação aos dados de 2020.

Novamente em destaque nacional, o Estado conseguiu obter 91,47 pontos, letra “A”, ficando na 2° posição entre os demais entes da federação. Só esteve atrás de Pernambuco, que obteve 92,6 pontos. Na lista dos cinco melhores ainda aparecem Rondônia (91,38), Espírito Santo (90,55) e Paraná (90,32).

O fato causou satisfação ao secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel, para quem o Governo do Estado mostra novamente que se preocupa com a transparência e modernização do sistema de informações em relação às suas receitas, contas e patrimônios.

“É tempestividade do relatório, é qualidade do relatório, prazo de entrega, o que é demandado é entregue. Isso é um processo empresarial”, comemora Riedel.

“Isso é transformação de cultura. É isso que a gente consegue ir fazendo aos poucos se você tem os valores aplicados e é isso que o conjunto do estado tem conseguido avançar”, analisa.

Fato é que Mato Grosso do Sul evoluiu no ranking do Tesouro Nacional. Em 2019 ocupava a 7° colocação entre os estados e agora já está na vice-liderança. E para conseguir melhorar no índice foram adotadas uma série de medidas que ajudaram nesta avaliação para 2020, entre elas maior rapidez para consolidar os dados mensais até o 5° dia útil.

Desde 2008 houve mudança nas exigências e prazos do Tesouro Nacional e em 2018 criado o ranking entre os estados. Esta avaliação é muito importante e estamos no topo.

Compartilhe: