Sonhos De Uma Vida: um trauma antigo

Sonhos-De-1-Vida-Principal

Sonhos De Uma Vida reúne a pioneira diretora feminista britânica Sally Potter com Elle Fanning, que foi a estrela de um brilhante estudo sobre a amizade feminina, Ginger & Rosa. Já neste novo filme vemos mais uma prova de que a diretora e a estrela encontraram uma preciosa harmonia uma com o outra. O desempenho de Fanning aqui arde na tela enquanto ela interpreta Molly, uma jovem que cuida de seu pai Leo (Javier Bardem), um escritor mexicano que está passando por sintomas de demência muito angustiantes. Molly está dividida entre seu profundo amor por seu pai e sua crescente exaustão. É um retrato muito moderno de uma mulher trabalhadora à beira do esgotamento.

Quando Molly vai buscar Leo em seu apartamento no Brooklyn, ele está fora de si até para atender a campainha. Ela chega e o arrasta para consultas médicas, com desvios no hospital e numa loja de roupas. A intimidade de seu relacionamento é testada pelos flashes de memória de Leo e principalmente pela crueldade dos outros: um oftalmologista é brusco com ele, um cliente do supermercado o discrimina racialmente e sua segunda esposa, mãe Molly, interpretada por Laura Linney, diz que é tudo fingimento.

Ao longo do dia, a consciência de Leo vai para outra dimensão. Ele se joga inclusive para fora de um táxi enquanto revive uma discussão com sua primeira esposa, Dolores, interpretada por Salma Hayek.

Como Leo, o rosto geralmente charmoso de Bardem assume um vazio estranhamente inebriante, sua cabeça parece muito pesada para seus ombros e seus pés ficam instáveis; ele está vivendo mais dentro de sua cabeça do que na realidade presente. Molly se sente obrigada a suportar essa realidade sozinha e até pergunta:

Onde você esteve o dia todo, pai?

Embora este cenário possa beirar o melodramático, a visão de Potter sobre a doença de Leo é muito sentimental e, à sua maneira, cirúrgica. Leo encontra pouco conforto ao mergulhar nas suas memórias, e uma série de traumas, ele parece peneirar.

Há também um ponto de vista feminista aqui, na compreensão de que as responsabilidades de cuidar de Leo fizeram Molly desistir da sua carreira. Quando ela era criança, Leo deixou a família e viajou para a Grécia para escrever – um ato antipático, para não dizer egoísta. Molly terá que fazer uma escolha entre o trabalho e a vida, e também pode se arrepender do caminho não seguido.

Nem sempre é fácil assistir Sonhos De Uma Vida mas ele aborda um assunto angustiante com cuidado e nos convida a reconsiderar nossos preconceitos.

5 pipocas!

Disponível na Amazon Prime Video.

Compartilhe: